4 vezes o vestido deslizante dos anos 90 fez história na moda

Vasculhar os arquivos da história da moda é como sentar-se para jantar com seus parentes idosos para interrogá-los sobre como era a vida nos velhos tempos. Embora você não precise ter um controle do início ao fim sobre como a bisavó Hearst se racionou durante a depressão, você se beneficiará em absorver alguns dos detalhes, como como ela costumava fazer vestidos com 100 libras sacos de farinha e meias cerzidas à luz de velas que ela mesma fez. Por que saber tudo isso? Porque a história costuma se repetir. E, na moda, a história se repete o tempo todo.


No momento, os anos 90 estão tocando em uma dúzia de maneiras diferentes - algumas boas (gargantilhas), outras não tão boas (argolas no umbigo). A peça retrógrada que sou mais capaz de incorporar em meu guarda-roupa moderno é o vestido justo, que parece tão positivo no momento que é difícil entender por que ele sumiu por tanto tempo. Mas a moda, como bem sabemos, oscila em algum lugar entre o TDAH e a amnésia, queimando tendências como um incêndio e deixando-as em repouso por décadas antes de implementar uma reinicialização adequada.

Como as camisas de flanela eram para as bandas grunge de Seattle, o vestido deslizante tornou-se a resposta feminina para uma era que despojou o artifício de ombreiras da década anterior. Se o Nirvana era a resposta para a teatralidade inconseqüente do glam rock dos anos 1980, o vestido de noiva era a resposta tranquila e contida aos vestidos de baile de lantejoulas e tafetá metálico. O visual era enganosamente simples, deixando a personalidade de uma mulher falar por si mesma, sem precisar de uma roupa para fazer isso por ela.

Hoje, os designers estão oferecendo sua visão sobre a silhueta elegante, pegando emprestado do antigo e injetando o novo. Durante os desfiles da primavera de 2016, o vestido deslizante influenciou a Burberry & rsquo; s & ldquo; Helena de Tróia em uma rave por volta de 1996 & rdquo; olha, assim como Saint Laurent & rsquo; s & ldquo; Carrie vai ao baile de novo & rdquo; número em lamê de prata. Veio em cetim , couro , renda. Hems eram altos e baixos. Correias Grosso e fino.

Quaisquer que sejam as atualizações, o ethos do vestido de deslizamento permanece o mesmo: facilidade de uso. É o tipo de peça que você joga com o que quer que tenha e sai pela porta, e quando recebe elogios na festa, dá de ombros e diz: & ldquo; O que, essa coisa velha? & Rdquo; antes de derrubar toda a garrafa de champanhe e fumar um cigarro atrás do outro. Pelo menos se você for Kate Moss, que dá o pontapé inicial em nossa lista das cinco notas que mudaram a história da moda, cada uma abrindo o caminho para a tendência de hoje.


Role para baixo para obter sua master class no vestido deslizante.



Kate Moss, 1993

Se há um embaixador de vestido justo neste planeta, é Kate Moss. De revistas a estilo de rua, há dezenas de momentos de vestidos justos de Moss, o que torna a escolha de uma favorita em particular extremamente difícil. Para o valor do choque (trocadilho intencional, desculpas antecipadamente), vamos com o Deslizamento transparente de 1993 ela usou na festa Look of the Year da Elite em 1993. Calcinha, mamilos expostos, Kate já sabia como fazer uma entrada. Menção honrosa vai para um menos transparente transformar em uma sessão de fotos com Patrick Demarchelier para a edição de julho de 1993 daHarper & rsquo; s Bazaar.


Gwyneth Paltrow, 1996

Lembra quando Gwen e Brad namoraram? Isso era loiro. Em 1996, antes de o casal ter cortes de cabelo iguais, uma Gwyneth ainda não super-famosa chegou ao tapete vermelho do Oscar em um slip Calvin Klein com miçangas , todo batom fosco e ossos do quadril, enquanto acompanhava um Brad muito jovem com lapelas super agressivas. Pitt estava lá para sua indicação de Melhor Ator Coadjuvante por12 macacos. Dois anos depois, Gwen voltou ao Oscar em seus próprios termos, vestindo o vestido rosa para acabar com todos os vestidos rosa , que eu só gostaria que fosse contabilizado como um vestido deslizante, caso contrário, teria entrado nesta lista. Naquele ano, ela obteve o prêmio de Melhor Atriz em Papel Principal por seu trabalho emShakespeare apaixonado.

Winona Ryder, 1993

Winona Ryder foi a personificação física da moda dos anos 90. Em seu próprio tempo, ela o segurou no departamento casual / masculino com jeans largos, jaquetas de couro e ternos grandes. No tapete vermelho, Winona foi a rainha de uma espécie de elegância gótica que pavimentou o caminho para gente como Rooney Mara. Em 1993, ela apareceu com Dave Pirner do Soul Asylum (um namorado muito & rsquo; dos anos 90, BTW) em um vestido deslizante de veludo roxo que tinha uma borda mais dura e escura do que muitas das outras em nossa lista. Wino para sempre & hellip; desmaio.


Courtney Love, 1995

Se os designers buscam inspiração nas ruas, a vendedora profissional de brechós Courtney Love provavelmente inspirou inúmeras coleções ao longo dos anos, mais recentemente com a breve corrida de Hedi Slimane em Saint Laurent. Nos anos 90, Courtney era a festeira bagunceira com batom vermelho manchado no rosto, o epítome do grunge glam. Embora Courtney tecnicamente fizesse mais pelo vestido da boneca do que pelos vestidos, houve alguns momentos em que ela derrubou o último do parque. Em 1995, ela e a amiga Amanda de Cadenet apareceram na festa do Oscar da Vanity Fair usando calcinhas de cetim, tiaras e meio quilo de cílios postiços. Foi o momento definitivo de um desastre de trem e um verdadeiro reflexo do movimento grunge que permitiu que o vestido simples decolasse em primeiro lugar.

Equipamento para lojaVestido Maxi Racquel Silk-Charmeuse ($ 300)Shop GivenchyLace Slip Dress ($ 1590) fazer compras Vestido Slip Hillier Bartley Velvet ($ 2.626) Vestido ReformationSlip ($ 218) fazer compras Saint LaurentSilk Slip Dress ($ 2.290)

Não sabe como tirar um vestido justo? Leia mais sobre como canalizar o seu amor interior dos anos 90 aqui .